Dicas de Saúde

13

dez

Saiba mais sobre: Fertilidade pós tratamento de câncer

O tratamento contra o câncer ganhou novos recursos durante os últimos anos, principalmente por conta dos avanços tecnológicos. Nos dias atuais, existem basicamente três métodos muito utilizados para cuidar da doença: radioterapia, quimioterapia e cirurgia. Apesar da eficácia, a terapêutica pode apresentar algum efeito colateral temporário ou permanente no indivíduo. 

 

Em muitos casos, o tratamento oncológico pode provocar infertilidade. Sendo assim, muitas pessoas acreditam que não vão poder ter filhos por conta disso. Mas será que essa questão tem relação com o câncer? É fundamental que antes de iniciar a medicação contra o tumor, esse assunto seja conversado com o especialista. Isso porque, o médico poderá traçar a estratégia mais adequada. 

 

Para a químio, por exemplo, é necessário saber o período que as medicações começarão a ser aplicadas, pois os fármacos utilizados podem ocasionar infertilidade. A partir disso, é possível buscar outras alternativas para que a mulher mantenha o sonho de ter filhos. Atualmente, existem 4 técnicas que são usadas para preservar a fertilidade na mulher, como supressão ovariana, congelamento de tecido ovariano, embriões ou óvulos.

 

A prática mais comum é a de congelamento dos óvulos, e para isso, é recomendado que seja realizada entre 12 a 14 dias antes do início da terapia, pois é o tempo certo para que o médico possa induzir a ovulação para coletar óvulos maduros e armazená-los em condições adequadas. O congelamento de embriões é bem parecido, a única diferença está no fato de que os espermatozóides são coletados e fertilizados no laboratório, portanto é essencial que a paciente já tenha um parceiro.     

 

Continue acompanhando as nossas redes sociais para ter acesso a mais conteúdos como esse! 

 

Postado por:

Oncologistas Associados

Categorias: Dicas de SaúdeOncologiaOncologia